Turismo que transforma: conheça o Roteiros Velho Chico

A Jornada de Sustentabilidade do mês trás o empreendedor social Leidson Nunes e sua agência de turismo, a Roteiros Velho Chico , localizada em Itacarambi, ao norte de Minas Gerais, a agência oferece roteiros de ecoturismo aos visitantes e se envolve com a profissionalização da atividade turística nas comunidades locais, por meio de atividades como palestras, rodas de conversa, estruturação de conselhos e câmaras temáticas. Conheça mais sobre o empreendimento social nessa postagem e seus projetos criativos.

Nosso coração é a transformação de potencial turístico em produto turístico. Produto que vai gerar renda e valor para essas pessoas. Que construímos escutando as lideranças comunitárias.” É assim que Leidson Nunes, fundador do Roteiros Velho Chico, define a RVC (Roteiros Velho Chico). 

Localizada no norte de Minas Gerais, iniciou as atividades em 2012, especializando-se no Parque Nacional Cavernas do Peruaçu e tudo que a região, banhada pelas águas do Rio São Francisco, tem a oferecer aos turistas: a experiência de conhecer as maravilhas naturais enquanto imerso na cultura local.

A articulação em torno do potencial turístico da região vem da paixão de Leidson pela região e seus encantos, que é muito diferente da imagem que persiste no imaginário geral de que seria uma região estéril, casa de pessoas em situação de miséria. Ao passo que quebra tais estereótipos sobre o local e seu povo, a RVC enfrenta o que entende como problema central para o desenvolvimento da região: a baixa renda da população e seus efeitos, como desvalorização do próprio trabalho e baixa auto estima.

Paisagem do Parque Nacional Cavernas do Peruaçu.

Ao longo dos anos, Roteiros Velhos Chico mobilizou e mobiliza organizações locais de pequenos produtores, envolvendo-os na construção de roteiros turísticos que constituam um impacto real em suas rendas e produções. Hoje conta com sete principais associações parceiras de comunidades do entorno do Parque Nacional, que contabilizam mais de 40 pessoas impactadas. 

Desde 2012 a RVC já proporcionou a descoberta dos encantos do norte de Minas Gerais para mais de 900 pessoas. Oferecendo roteiros turísticos de 1 a 7 dias de duração, os visitantes adquirem uma média de 15 produtos locais em suas estadias, injetando dinheiro nas comunidades através de roteiros por elas pensadas e protagonizadas.

Geração de renda e trabalho, estamos falando de um negócio de impacto social! Leidson Nunes participou conosco do projeto Crescendo em Rede, ao longo do qual compartilhou suas experiências empreendedoras de forma extremamente ativa e solicita, sendo o Roteiros Velho Chico um dos empreendimentos contemplados pelo capital-semente Crescendo em Rede. Ao longo das assessorias individuais, Leidson estruturou o Plano de Negócios do empreendimento. 

No ano de 2019 o faturamento da RVC possibilitou que o empreendedor criasse um caixa do empreendimento, guardando cerca de 20% do faturamento total. O que possibilitou a sobrevivência em meio à pandemia do empreendimento foi o protagonismo e planejamento financeiro de Leidson. Com a chegada do Covid-19, Leidson pode contar com o caixa que consolidou. 

O empreendedor vem se atualizando e aprimorando constantemente. Sempre antenado às tendências e necessidades próprias e de seus pares, prepara estratégias de captação alternativas em meio à pandemia. Leidson realizou estudos e ações de conscientização para capacitar as comunidades para a recepção de turistas quando em fases mais controladas da pandemia, o que possibilitou a recepção de mais de 50 turistas nos últimos 6 meses. 

Além disso, a RVC trabalhou criativamente em alternativas de complemento de renda com a venda de equipamentos de escalada e rappel que estavam parados e o novo serviço baseado na experiência turística de Leidson: a consultoria em Levantamento de Potencial Turístico. É feita uma prospecção das áreas de interesse turístico, avaliando o potencial das atrações para que sejam desenvolvidos produtos turísticos. A RVC entrega então um relatório do trabalho como forma de registro, organização das informações e recomendações de ações necessárias para a conversão do atrativo em produto turístico.

Os valores ainda são pequenos se comparado com o percentual de faturamento da RVC de 2019. Foram 2 atividades realizadas no último semestre com o Levantamento, somados às vendas de equipamentos e à recepção de turistas no período, resultou-se no faturamento que possibilitou a continuidade das atividades da RVC.

Uma empresa que mobiliza as comunidades de uma região preciosa, trazendo-as ao centro da elaboração dos produtos turísticos. Leidson assim garante que as comunidades e, mais importante, as pessoas se entendam como protagonistas dessa história, das vivências que turistas experimentam – e voltarão a experimentar -, no Parque Nacional das Cavernas do Peruaçu e região. As comunidades são transformadas ao receberem esses turistas que se encantam com o estilo de vida local, artesanatos e quitutes. O principal: transformadas por elas mesmas.

Fique por dentro das atividades da RVC pelas redes sociais! Siga no instagram o @roteirosvelhochico.rvc e Facebook na página do Roteiros do Velho Chico – RVC.

Seu João, parceiro da RVC.

Admin Admin