Sobre aprender de coração aberto

A Jornada de Sustentabilidade do mês de julho segue a contar sobre empreendedores que participam do projeto “Lamberti Transforma”, atualmente em fase de prototipação de produtos e serviços.

Desta vez, a protagonista da história é Silvana Molina, moradora de Campinas e dona de um salão de beleza há mais de 20 anos.

Desde o primeiro contato da empreendedora com a equipe AdC, ela se mostrou aberta e ativa. No 1º tutorial demonstrou sua humildade contado a todos que, apesar dos anos de experiência, ela sabia que existiam pontos fundamentais a serem trabalhados para tornar seu empreendimento mais sustentável financeiramente.

Silvana pode não ter percebido, mas sua fala incentivou a todos: tanto aqueles que se encontravam na mesma situação, quanto aqueles que haviam acabado de iniciar um negócio. Humildade e abertura em aprender são atitudes primordiais para uma vida melhor em todos os aspectos, e principalmente quando o tema é empreendedorismo!

Os serviços oferecidos no salão são: manicure, pedicure, massagem, acupuntura e depilação. A empreendedora cuida sozinha do negócio! E nestes 20 anos, fez uma clientela fiel e estável. É conhecida pelo trabalho de qualidade e cuidadoso.  Sabe escutar seus clientes e os incentiva a cuidar do corpo não apenas quando ele pede socorro: “Massagem é que nem academia, tem que fazer como um tratamento!”, ela diz.

Nos tutoriais do projeto, era perceptível que a  falta de organização financeira do empreendimento era uma questão para Silvana, que muitas vezes não conseguia entender o porquê de não ter melhores resultados financeiros.

Às vezes o empreendedor precisa de um incentivo e para ela, a 3ª aula de Finanças, onde foi enfatizado a importância na separação do orçamento doméstico e do empreendimento, gerou este primeiro estalo. 

Um estalo pode não gerar continuidade, mas Silvana, mesmo com sua agenda cheia, seguiu assídua de corpo e mente nas aulas e assessorias!

Fazia perguntas sobre o registro de entradas e saídas e na busca por deixar o caderno, ganhar tempo e incluir a tecnologia em sua vida, examinava planilhas para entender qual delas respondia mais a sua necessidade atual.

Na hora de aplicar os conteúdos de forma prática, pedia orientações da equipe AdC. Ela queria ver sentido nas coisas e não só  reproduzi-las de forma mecânica. Foi criando hábito em registrar, mas também em analisar os dados.

Se durante as aulas, as dificuldades foram identificadas e a rota de ação traçada para superá-las, as assessorias tornaram possível o acompanhamento próximo do trabalho desenvolvido por Silvana com as orientações necessárias.

 Silvana em assessoria testando na prática uma planilha de fluxo de caixa

Silvana começou a fazer o controle financeiro do negócio de forma sistemática a partir de abril de 2021, e em sua análise,  identificou quais eram seus custos fixos e variáveis, além de entender sobre sua margem de lucro.

Com essas informações detalhadas ficou mais claro qual seria o seu pró-labore (salário). Algo que sempre soube que teria que fazer, mas não conseguia definir. 

A empreendedora passou a visualizar sua gestão financeira de maneira diferente, e passou a ficar mais satisfeita consigo mesma e com os resultados financeiros do negócio. Atualmente os dados são seus aliados e consegue utilizar estratégias de preços e promoções nos produtos e serviços que vende.

Após as assessorias individuais, também foi parte do projeto, a realização de assessorias em grupo (marketing e finanças). Esta dinâmica contribui para o fortalecimento do aprendizado em rede e validação do mesmo. O registro abaixo mostra a assessoria de Finanças, na ocasião foram relembrados e aprofundados os tópicos: 1.Conceito de Faturamento, 2.Lucro bruto e líquido; 3.Porcentagem, 4. Desconto; 5.Precificação e  6.Planilha.

Silvana em assessoria em grupo sobre Finanças

A atitude protagonista de Silvana relatada nesta jornada, reflete em uma melhora no faturamento do empreendimento após o mês de março de 2021.

Silvana é cautelosa, sabe que para manter o empreendimento sustentável é preciso estar em dias com os registros e também com a suas análises. Ela comenta que tem dias que é tudo tão corrido que dá vontade de não anotar mais, mas aí vem a lembrança de todo o processo de aprendizado, e vem também a força de continuar. 

Recentemente, realizou mais uma conquista:  comprou um computador como investimento para seu empreendimento. Analisou os dados, colocou na ponta do lápis e agora em sua planilha on-line! Chegou a conclusão que precisava parcelar. E parcelou.

As decisões são tomadas com fundamento.

Para além de sua organização, é preciso valorizar também o avanço tecnológico de Silvana. Aos poucos, foi perdendo o medo e se familiarizado mais.

Ela sempre diz “Eu tenho muito o que aprender ainda..” E nós também temos que aprender com você!

Depoimento Silvana:

“Excel sempre foi um bicho de sete cabeças. Tinha medo de colocar a mão! Por isso é muito legal toda a dedicação e carinho da equipe AdC durante as aulas e assessorias…Mesmo quando não tinha feito todas as metas, sempre teve uma ajuda, um incentivo para seguir e continuar. Sabe quando você coloca tudo na planilha do jeito que eu aprendi, do jeito que me foi ensinado aqui…Isso dá muita satisfação! Cada hora é um aprendizado a mais, sabe? Isso é cativante. É o que estimula mais a gente a ficar acima de todas as dificuldades. E acho que todo mundo deveria aprender um pouco disso. Eu sempre comentei com meus familiares e amigas, que queria botar ordem no empreendimento, nas finanças, e nunca conseguia. E agora eu estou aprendendo. Que bom né?”

Confira a história do Vagner Pinheiro, de Nova Odessa, na Jornada de Sustentabilidade de junho. 1

Admin Admin