O Terceiro Setor pode colaborar com uma Educação de Qualidade? Atividades ligadas à projetos sociais têm sinergia com as metas da Agenda 2030 do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) ou isso é assunto restrito ao poder público e empresarial? 

Já que essas perguntas sempre orientam o planejamento da Aventura de Construir (ADC), justamente por fazermos parte do Pacto Global, decidimos criar a série de artigos “ODS em Pauta”. Já explicamos um pouco sobre o que são os ODS aqui no Blog e inauguramos, no mês passado (março/2020), esta série com o ODS #1 Erradicação da Pobreza, que você pode ler aqui!

Agora vamos falar um pouco sobre como nossa missão de desenvolvimento territorial inclusivo através do apoio ao microempreendedorismo de baixa renda fortalece aspectos do ODS #4 Educação de Qualidade.

Quando anunciamos trabalhar com educação de qualidade estamos, sobretudo, nos referindo às nossas capacitações coletivas que buscam muito mais do que compartilhar conteúdos com o público. Mas agora você deve ter se perguntado: o que há de tão diferente nessa abordagem? Acontece que produzir e distribuir conteúdos de qualidade não é algo muito difícil de se realizar, vemos muitas instituições fazendo esse trabalho. No entanto, o que a ADC busca neste processo de disseminação do conhecimento é também a ampliação dos horizontes e possibilidades. 

Buscamos fazer isso sempre de modo democrático e em parceria com especialistas de alto nível em suas respectivas áreas, pois só assim é realmente possível provocar uma transformação significativa no público das capacitações, assim como torná-los multiplicadores com potencial de também educar àqueles que estão no seu entorno. Só no ano passado (2019), por exemplo, nossos ciclos de capacitações foram permeado por encontros com esses especialistas! Aqui situamos alguns exemplos com os respectivos convidados pela ADC para que fique um pouco mais evidente nosso método de trabalho:

  • VENDAS PARA CRESCER: Cláudio Ferreira, Diretor Comercial do Metrô, e Janete Jhun, Sócia da Joias Fanny; Camila Forte, especialista em Trade Marketing na Nestlé;
  • ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E SAÚDE FINANCEIRA: Taynara Alves, consultora formada em Química e em Gestão de Negócios, ganhadora do prêmio AMBEV 2019 e indicada pela Mckinsey entre os 20 jovens influenciadores no Brasil;
  • INOVAÇÃO E TECNOLOGIA: Gil Giardelli, estudioso de cultura digital;
  • TRAMPOS DO AMANHÃ: o professor da IBMEC Edson Machado e Olívia Vachon, diretora de Marketing da Eataly.

Além dos especialistas, também realizamos algumas capacitações ministradas pelos próprios microempreendedores atendidos pela ADC. Para isso, lançamos mão da mesma perspectiva democrática para favorecer o potencial educativo de alguns microempreendedores. Como todas as capacitações são dinâmicas e muito horizontais, com exercícios de escuta e propositivos, conseguimos identificar participantes mais engajados, com certa técnica e habilidade de comunicação entre os pares. Neste sentido, convidamos essas pessoas para replicarem suas experiências empreendedoras, tornando-as multiplicadoras e dando escalabilidade aos aprendizados. Temos tido resultados muito interessantes nestes processos, dos quais podemos também aprender juntos e nos certificar que o nosso objetivo de disseminação do conhecimento se cumpre!

Viu só? É possível desenvolver atividades que realmente estejam alinhadas à proposta do ODS #4. Conheça aqui todas as metas relacionadas à educação de qualidade! Se quiser saber quais indicadores as organizações podem usar para mensurar os impactos de suas respectivas atividades que se conectam com uma educação de qualidade, consulte o Instituto de Pesquisa e Economia Aplicada (IPEA).

Na Aventura de Construir nós mensuramos os impactos de todas as nossas atividades e projetos. Em relação às capacitações coletivas, sempre aplica-se uma Ficha de Avaliação ao final das mesmas para que possamos analisar se os conteúdos foram compreendidos e apreendidos pelo público, assim como dedicamos um espaço para recebermos devolutivas com sugestões que possam aprimorar essa jornada. Além disso, nosso Sistema de Avaliação de Impacto possui indicadores ligados às capacitações com o objetivo de mensurar como o impacto deste serviço se relaciona com os resultados dos empreendimentos que acompanhamos. Mas como fazemos isso? Aqui vai um exemplo: 

Associamos o serviço “Capacitações” a 2 variáveis de impacto (Renda e a Formalização de Negócios) e mensuramos o impacto através dos seguintes indicadores:

  • Receita mensal: Empreendedores que conhecem quanto faturam e o valor de suas receitas;
  • Lucro Mensal: Empreendedores que sabem se lucraram e qual o valor desse lucro;
  • Posse de pelo menos um funcionário: Negocios em que alguém, além do dono, trabalha estavelmente.

Agora que você já conheceu um exemplo de como o ODS #4 da Agenda 2030 das Nações Unidas (ONU) pode ser trabalhado por organizações do Terceiro Setor, mãos à obra para assegurar e apoiar uma educação inclusiva, equitativa e de qualidade, que promova oportunidades concretas de aprendizagem ao longo da vida de todas as pessoas! 

Aventura de Construir