Jessica Marinho participou do projeto ISC em 2018 e 2019. Nessa ocasião ela já apresentava uma grande vontade de ter seu próprio negócio. Estava desempregada há dois anos e desejava encontrar formas de viver fazendo o que gostava: trabalhar com decoração de festas. Jessica conta que há mais de nove anos gostava desta área: nos aniversários de suas filhas era ela quem fazia tudo. E no maior capricho!

Segundo Jessica, o projeto ISC associado às assessorias e palestras desenvolvidas pela Aventura de Construir contribuíram de forma significativa para que ela iniciasse efetivamente seu próprio negócio em janeiro de 2019.

E como contribuímos?

Orientando Jéssica a sair da ideia e partir para ação! Jessica conta que as criações das metas (desenvolvidas nas assessorias) foi o passo principal para estruturar a abertura e a continuidade de seu negócio.
Jessica conta que as metas criaram algo concreto para que ela pudesse correr atrás. E ela correu!

Em 6 meses muita coisa aconteceu… Uma de suas primeiras metas estabelecidas era conseguir três clientes. Jessica conseguiu dois! As metas são criadas para orientar os microempreendedores e não para desestimulá-los. O fato de não ter atingido a meta não fez Jessica desistir nem se entristecer, pelo contrário, a motivou para repensar nos seus passos e reinventar novas formas de conseguir alcançar seus objetivos.
Em julho de 2019 Jessica produziu um total de cinco festas e já tem uma marcada para dezembro: Um casamento!

E as dificuldades?

Jessica nos conta que uma dificuldade é a falta de dinheiro para investir no seu negócio e por isso, nem sempre consegue atender a demanda de seus clientes. Ela já perdeu um negócio por não ter capital para comprar um determinado móvel exigido pelo cliente. Mas ela é paciente, criativa e atenta. Entendeu que é preciso listar por ordem de importância os investimentos e criar um planejamento.

No casamento de dezembro, por exemplo, sua cliente também pediu um móvel especifico. Mas dessa vez Jessica conseguiu fechar o negócio! Com planejamento ela conseguiu se programar: combinou com a cliente um adiantamento diluído em três meses e se articulou para comprar o tal móvel!

Entendeu também que é preciso diluir o retorno do investimento. Disse que no começo do seu negócio se investia em algo já queria o retorno imediato, mas percebeu que não é assim… Percebeu que é preciso diluir.

Na cidade de Jessica não existe loja de móveis disponíveis para criar parcerias, assim ela poderia locar alguns móveis e não ter que os comprar, mas o que era dificuldade ela entendeu como oportunidade futura. Jessica pensa em investir em móveis a longo prazo e assim expandir seu negócio.
Quanto as suas finanças, ela é organizada e separa finanças dos negócios e finanças de casa. Entende que só é possível ter visão de negócio quando receitas e despesas estão devidamente registradas. E isso ela faz desde que abriu o negócio em janeiro de 2019.

Hoje em dia Jessica se sente mais empolgada e otimista do que há seis meses: conseguiu concretizar seus planos que num passado nem tão distante era só resquício de sonho. Hoje é real. E a realidade é cheia de desafios, mas Jessica os enfrenta.

Ela tem visão de negócio e contou que potencializou esse olhar com os projetos e assessorias que vivenciou aqui na Aventura de Construir. Hoje, por exemplo, Jessica sabe como precificar os seus produtos de uma forma justa para todos. Sabe onde pesquisar, a quais ferramentas recorrer.
E o que ela aprendeu conosco não fica fechado num lugar só: aqui ela criou contatos e redes. Conheceu Nea (caso de sustentabilidade) durante as capacitações do projeto “Construindo Novos Caminhos” e esse ano fez a decoração da festa junina do rancho da Nea!

Outra coisa bonita demais que a Jessica compartilhou com a gente foi que durante esse processo de abrir o negócio e conviver mais com a Aventura de Construir, percebeu que hoje ela não se considera mais desempregada como há uns meses, hoje ela entendeu que é uma microempreendedora, se reinventou e entendeu o valor que tem nisso!

Sou formada em Logística, 8 anos de experiência. E agora tive a oportunidade de escrever uma nova história” Jessica Marinho.

Lucas Bizerra