Empreendedores no Metrô – conclusão do projeto Aventure-se II 

Com o término do mês de agosto, também chegou ao fim o projeto Aventure-se II, realizado em parceria com a ViaQuatro e ViaMobilidade. Foram 3 meses de campanha, nos quais 10 tipos de cartazes diferentes foram espalhados por 26 estações nas linhas amarela e lilás do metrô de São Paulo. 

Em cada cartaz, apresentamos diferentes desafios enfrentados por empreendedores da periferia, identificados por meio da pesquisa que realizamos em parceria com a startup Catálise Social. E como resposta a esses desafios, apresentamos exemplos positivos de protagonistas atendidos pela AdC e seus negócios. 

E, além de mostrar esses empreendedores, em cada cartaz inserimos QR Codes que levavam o público a conhecer mais profundamente esses protagonistas, com os textos “Jornadas de Sustentabilidade”, disponíveis aqui no blog da AdC. 

Hoje retomamos as ações que publicamos durante a campanha, e trazemos alguns relatos dos empreendedores que estamparam os cartazes do projeto. Leia mais a seguir!

O projeto Aventure-se II esteve exposto ao público entre 1 de junho e 31 de agosto de 2022, mas sua concepção e produção começaram bem antes. A parceria com a ViaQuatro e ViaMobilidade, que disponibilizou os locais de exposição, é a continuação de uma relação que gerou outras campanhas, em 2020 e 2021. A última foi a primeira edição do projeto Aventure-se.

Após a identificação dos cases que seriam retratados em cada peça, como o da Rede Avante Empreendedor, e a produção das artes, o próximo passo foi a impressão e instalação dos cartazes no metrô, trabalho realizado pela ON Comunicação. Em agosto, publicamos uma entrevista com Marco Ortega, responsável pela empresa, contando os bastidores da produção.

Ao longo dos últimos 3 meses, outras ações foram realizadas para impulsionar ainda mais o alcance do projeto. Neste vídeo, Bruno Athanasio explica como acessar o QR Code para conhecer a jornada de cada empreendedor. Além disso, publicamos no nosso blog textos produzidos em parceria com a Agência Experimental Benjamin, da FECAP,  sobre storytelling e uso de dados para sustentar uma campanha. Em ambos  as autoras citam o projeto Aventure-se II como exemplo.

E para encerrar o projeto valorizando os nossos protagonistas, trouxemos alguns depoimentos sobre como eles se sentiram fazendo parte da campanha. Confira abaixo.

Leidson Nunes – Agência de Turismo Sustentável em Itacarambi, MG.

“Eu achei uma experiência fantástica saber que tinha esse cartaz na linha amarela. Alguns amigos que moram em São Paulo fizeram contato comigo e falaram ‘vi um cartaz com você lá, que surpresa bacana’. 

Como é um lugar de grande circulação, para mim foi super interessante. Foi muito importante ganhar esse tipo de exposição e é interessante estar aparecendo para mais pessoas. Não sei exatamente quantas, mas alguns amigos meus que moram em São Paulo falaram que entre 500 mil a um milhão de pessoas passam por dia naquele metrô.

Eu acho que, de qualquer forma, é positivo ganhar essa visibilidade, ainda mais em São Paulo que sempre foi uma cidade foco para divulgar o nosso trabalho. A maioria das campanhas que eu faço aqui no Facebook e no Instagram são segmentadas para alcançar público na cidade. Então foi super especial para mim.

Até agora ninguém me procurou dizendo que me viu no metrô, mas eu estou em vários canais como YouTube, TripAdvisor, Facebook, Instagram, blog e site. Às vezes a pessoa viu o meu cartaz, registrou na cabeça dela e um dia vai pesquisar Peruaçu na internet e vai me encontrar em um desses canais. Isso ajuda a gente a ser mais desejado.”

Carlos Raposo – Cafeteria na zona sul de São Paulo

“Foi um prazer ter tido a oportunidade de participar dos projetos do ADC, o apoio com os ricos conteúdos e consultorias do time foram e sempre serão muita bagagem para qualquer empreendedor que tenha a mesma oportunidade que eu tive. O ambiente de troca de ideias faz com que estes projetos cresçam exponencialmente, não só ajudando cada um mais sim todos os ‘stakeholders’ (clientes, fornecedores, funcionários, governo entre outros…).

Poder ter a história pessoal estampada em cartaz, artigos ou qualquer material profissional é uma satisfação imensa e abre muitas oportunidades para mostrar o nosso trabalho, o reconhecimento nos faz mostrar que estamos seguindo no caminho correto.

A palavra de ordem sempre será Gratidão, até mesmo por tudo que passei por ter tido Covid há exatos 1 ano e apesar de todas as dificuldades que eu passei em minha recuperação que ainda está em progresso, meu empreendimento está de pé. Gratidão.” 

Carla Adams – Produção de laços artesanais em Viamão, RS.

“Foi muito bom fazer parte da Aventura de Construir. Assim que puder darei continuidade ao meu negócio, pois no momento estou trabalhando de carteira assinada. Irei continuar o meu negócio um pouco mais devagar. Adorei conhecer todas vocês, a Raquel, a Lilian, entre outras, foram muito atenciosas e competentes. Não tenho palavras para expressar minha gratidão, só tenho que dizer obrigada 😊.”

Vinicius Dutra