O Brasil começa a sofrer os impactos socioeconômicos da emergência sanitária, mas serão os trabalhadores autônomos e sem carteira assinada os mais afetados pela crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus. No caso de pequenos comércios, a crise pode significar até o fechamento das portas de muitos empreendimentos. E não estamos falando em fechar as portas para reabri-las depois que a turbulência passar, trata-se de fechar as portas literalmente, de ir à falência e ter famílias inteiras sem recurso financeiro algum. 

Se você já sabe de tudo isso e quer ajudar essas pessoas, a Aventura de Construir (ADC) criou um Fundo Emergencial destinado para auxiliar DIRETAMENTE microempreendedores atendidos por nós, priorizando os casos de maior vulnerabilidade e necessidade. Para colaborar com as pessoas que mais necessitam AGORA, clique aqui!

Mas, caso ainda não saiba muito sobre o assunto, vamos compartilhar com você o cenário do qual estamos falando. No dia 19/03/2020, recebemos a seguinte mensagem de uma microempreendedora atendida por nós:

“Bom dia Franklin [consultor da ADC]! Vim te falar que nós em casa estamos muito preocupados com o futuro próximo… não temos noção do que fazer, mesmo ainda abrindo o salão estou atendendo 2 clientes máximo no dia. Sei que somos novos no Aventura de Construir e fico muito triste de não tê-los encontrados antes, e também de estar passando por esse problemão que é essa Pandemia que vai nos impedir talvez de seguir com esse sonho de ter meu salão conceito em crespos e cacheados. Por que estou pensando assim? Porque já estamos muito enrolados e depois como ficaremos? Sou uma mulher forte, sempre fui e nunca neguei trabalho… Mas já estou um pouco cansada, porque agora que tinha encontrado novas esperanças vem essa nova batalha para nos fazer parar… Mas não desistirei! (…) sinceramente estou com muito medo do que vem pela frente! (…) Me perdoe, mas precisamos de ajuda! (…) Minha família e eu agradecemos sua atenção.”

Trabalhadores como essa microempreendedora não possuem respaldo legal que lhes forneçam direitos. Ou seja, estamos falando de pessoas que não terão acesso ao seguro-desemprego, FGTS, licença médica ou qualquer outro direito trabalhista num cenário de crise. Trata-se da parcela da população que ficará mais sofrendo sem proteção social. 

São quase 20 milhões de pessoas que trabalham por conta própria, dependendo totalmente de sua rotina para poder se manter. Mas se o distanciamento social é uma das medidas mais importantes para conter o coronavírus e evitar a sobrecarga do sistema de saúde, conforme a OMS (Organização Mundial da Saúde) orienta, a responsabilidade de impedir a disseminação do vírus passa a ser também de cada uma de nós. Mas o que os microempreendedores podem fazer diante deste cenário? Eles não podem fazer home office, como os próprios colaboradores da Aventura de Construir já estão fazendo desde o dia 13/03/2020 – nossas atividades estão sendo realizadas de forma online e remota, justamente para seguir acompanhando e orientando os microempreendedores neste momento difícil. Estamos entrando em contato tanto para alertar sobre a pandemia, quanto para encontrar soluções e alternativas à sustentabilidade desses pequenos empreendimentos que passam a correr riscos severos de sustentabilidade. Se quiser saber mais sobre nossas ações, leia nosso último informativo aqui.

Mas, afinal, o que podemos fazer diante deste cenário?

Estamos trabalhando diariamente para minimizar ao máximo os prejuízos de cada beneficiário da ADC, mas temos encontrado muitas dificuldades para ajudar a solucionar alguns casos específicos que correm o risco de fechar as portas e, em consequência, resultar em famílias sem renda alguma para sobreviver nas próximas semanas ou meses. Por isso essa campanha emergencial! Esse é o momento de ampliarmos nossas percepções e aguçar a sensibilidade que muitas vezes a rotina não nos permite ter. 

Estamos falando de VIDAS! Não queremos de forma alguma aqui ser sensacionalistas, mas queremos sim compartilhar a percepção da situação problemática que se anuncia e se assevera dia após dia. A economia só irá melhorar com o problema do COVID-19 resolvido, por isso precisamos nos colocar diante da realidade para entender o quão delicada é a situação para algumas pessoas, os pobres em especial. Então, que tal apoiá-los?

Além de ser uma responsabilidade humana, quando buscamos por soluções reais aos problemas que surgem diante de uma crise como essa, estamos também alinhados aos temas trabalhados pela própria Agenda 2030 da ONU (Organização das Nações Unidas). Estamos lidando com os seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:

#1 Erradicação da pobreza

#3 Saúde e bem-estar

#10 Redução das desigualdades

#17 Parcerias e meios de implementação

Mas, para realmente dar forma ao Fundo Emergencial da ADC, precisamos nos unir! O ODS#17 é o que nos permitirá trabalhar todos os outros. Venha ser nosso parceiro nessa jornada desafiadora e nos ajude a implementar essa ação direta SENDO ANJO DE UM MICROEMPREENDEDOR! Lembre-se que os recursos serão destinados aos beneficiários da ADC de acordo com critérios de maior necessidade analisados pelos nossos consultores, cujo uso será informado depois e de forma transparente a todos os doadores.

TORNE-SE ANJO AGORA MESMO CLICANDO AQUI!!!


Aventura de Construir