Como escolher panelas mais saudáveis para cozinhar

Ao pensar em uma alimentação saudável, muitos se preocupam com os alimentos que são consumidos, mas ignoram os utensílios que são utilizados em seu preparo. Estes podem interferir diretamente na qualidade do prato, prejudicando ou agregando ao valor nutricional da preparação.

Existem panelas e tecnologias desenvolvidas para atender um público que preocupa-se com a saúde. Materiais específicos são mais recomendados para a preparação de alimentos, enquanto outros podem soltar resíduos e comprometer o bem-estar. Saiba escolher as panelas mais saudáveis para cozinhar e inclua utensílios de qualidade em sua rotina alimentar. Confira:

Por que devo escolher uma panela mais saudável?

Dietas, prescrições alimentares e o cultivo de uma vida mais saudável têm sido preocupações frequentes de muitos brasileiros que anseiam por uma vida mais fitness. Com o incremento da ciência e tecnologia, diferentes marcas e produtos são lançados na linha de utensílios para cozinha que podem contribuir com esse cotidiano saudável, criando facilidade no manuseio combinado com a segurança para a saúde.

Escolher uma panela mais saudável para a preparação de seus pratos, assim como praticar os cuidados necessários para armazenamento do material, é ideal para criar alimentos seguros à saúde. Deve-se atentar principalmente para que esses materiais não soltem resíduos no momento de cozinhar e possam afetar não somente o paladar, mas também a qualidade nutricional.

Como escolher a panela ideal para preparar comidas mais saudáveis

Tipos de materiais 

  1. Alumínio

As panelas de alumínio são consideradas as mais perigosas à saúde e deve-se evitar a compra e consumo de utensílios fabricados neste material. Ainda que sejam mais baratos, leves e ótimos condutores de calor, podem gerar mais desvantagens que benefícios ao longo de seu uso.

O alumínio pode soltar-se na comida durante a sua preparação, deixando no alimento resquícios do material, que são rapidamente absorvidos pelo corpo. Estudos mostram que sua toxicidade pode estar relacionada com a doença de Alzheimer e possui propriedades cancerígenas.

        2. Inox

Panelas de aço inoxidável são fabricadas com uma combinação de crômio e níquel, ambos componentes que podem gerar uma série de problemas de saúde aos seus utilizadores nas preparações alimentares com esse equipamento.

Ainda que essas panelas sejam resistentes e duráveis, seus resíduos podem causar dores de cabeça, problemas gastrointestinais, hipertensão, doenças cardiovasculares, problemas no fígado e/ou rins, complicações neurológicas e até mesmo apresentam componentes cancerígenos.

        3. Cobre

O poder de condução das panelas de cobre é muito potente, tornando-se um ótimo metal para esta finalidade, permitindo que a comida seja preparada de modo mais regular, porém seu contato direto com o alimento não é uma prática saudável.

O metal diretamente conectado com a comida pode proporcionar a contaminação do prato a ser preparado, podendo causar os mesmos problemas que o crômio e o níquel citados acima.

       4.Teflon antiaderente

Panelas e frigideiras antiaderentes são ótimas opções para a saúde e preparação de pratos com utensílios deste material, pois o teflon é quimicamente inerte e, ainda que hajam resquícios do material, este não é absorvido pelo corpo, sendo rapidamente eliminado pelo organismo.

        5. Ferro fundido

Panelas de ferro fundido, como muitas panelas de pressão, são indicadas à saúde, além de serem materiais bastante resistentes e que suportam altas temperaturas. Durante a preparação com panelas de ferro fundido, algumas partículas do material desprendem-se e enriquecem o alimento, tornando-se uma forma natural de ingestão de ferro que pode combater algumas doenças como a anemia.

         6. Cerâmica ou vidro temperado

Ainda que sejam materiais mais frágeis, as panelas de cerâmica ou vidro temperado são opções mais saudáveis para cozinhar, pois são inócuos, sem a liberação de qualquer tipo de partícula ou resíduos que possam afetar nutricionalmente as preparações, garantindo a integridade dos alimentos.

          7. Pedra sabão

Ainda que seja pouco comum, panelas de pedra sabão também são bastante recomendadas para a preparação de alimentos favoráveis à saúde. Não há a liberação de resíduos ou partículas do material durante a preparação dos pratos, proporcionando comidas íntegras e com valor nutricional de origem, também sem afetar o sabor dos alimentos.

É necessário adaptar as receitas que serão preparadas ao tipo material das panelas que serão utilizadas, sendo que cada opção mais saudável possui suas limitações e indicações.

Em panelas de teflon antiaderente, podem ser preparados pratos sem grudar no material, principalmente carnes e legumes sem o uso de óleo. Carnes e frituras podem ser preparadas mais facilmente em panelas de ferro fundido. O vidro temperado ou cerâmica não devem ser levados diretamente ao fogo, sendo ideais para preparações no forno. Já as panelas de pedra sabão normalmente são utilizadas acima de grelhas para preparar carnes e churrasco.

Escolher panelas mais saudáveis para cozinhar pode contribuir para o bem-estar e saudabilidade dos alimentos, contribuindo para o valor nutricional e também para o sabor original dos alimentos, valorizando as preparações.

Panelas que liberam resíduos nocivos à saúde devem ser evitadas, enquanto materiais como teflon antiaderente, vidro temperado, cerâmica, pedra sabão e ferro fundido podem ser apostas para pratos mais saudáveis.

Autora: Beatriz Crinha
Organização: Cozinha Profissional

– Este conteúdo foi produzido pela autora Beatriz Crinha em uma parceria realizada entre a Aventura de Construir e o Cozinha Profissional

Admin Admin