Aprender em família: a história potente de um empreendedor que cria suas próprias ferramentas

A Jornada de Sustentabilidade do mês de junho é sobre um empreendedor de Nova Odessa (interior de São Paulo) chamado Vagner Pinheiro, mas também conta muito sobre o aprender em família.

O projeto Lamberti Transforma

Vagner participa ativamente do projeto “Lamberti Transforma”, iniciado em fevereiro de 2021, que agora se encontra na etapa de assessorias em grupo.

Mas parece que esta história tem algo de estranho: o projeto “Lamberti Transforma” não era voltado apenas para mulheres? Foi colocado por parte da Lamberti a importância em se trabalhar com o público feminino, e a AdC mais uma vez partiu da realidade e a examinou profundamente para entender os caminhos possíveis desta nova jornada.

Para além da evidente desigualdade de gênero no mundo do trabalho, a pandemia de Covid-19 acentuou ainda mais a diferença entre homens e mulheres neste campo, como demonstra a matéria publicada pelo G1 em 2020. Para acessar, basta clicar aqui.

Diante deste cenário, entendemos a necessidade ainda mais urgente em fornecer orientações para que mulheres possam realizar atividades empreendedoras partindo do uso da tecnologia e do universo digital nos próprios lares.

A família Pinheiro: O que o Vagner tem a ver com tudo isto?

Pouco antes do início do curso, Genilda Pinheiro, esposa de Vagner, entrou em contato com a equipe AdC para perguntar se o marido poderia participar do curso. Na conversa, ela contou um pouco mais de sua rotina: dividida entre trabalho de casa, atividades voluntárias e o artesanato. Explicou também que o marido, aposentado, estava produzindo facas para vender e havia se interessado muito pelo projeto.

Haviam outros casos parecidos e a AdC refletiu sobre o tema, contando com todo apoio necessário da Lamberti. A resposta para o pedido de Genilda foi positiva, mas com atenção para o objetivo central do projeto: atender mulheres.

O 1º pilar do método de trabalho da AdC é “Partir da realidade” – e quando aprofundamos sobre ele, encontramos “entender a realidade do empreendedor e do seu contexto é o ponto de partida para identificar as necessidades e responder de forma mais adequada.”

Genilda indicou Vagner, Vagner indicou Débora, filha do casal, engenheira de formação e fotógrafa. Os três juntos participaram assiduamente das aulas, e atualmente participam da etapa de assessorias.

Mesmo com a entrada de alguns homens, 92% do público do projeto é feminino. 

A história de Vagner é também a história da família Pinheiro e valida concretamente a expressão “juntos, somos mais fortes”. 

Vagner e a cutelaria:

Quando mais novo, iniciou um curso superior de ciência da computação, mas por conta da situação financeira complicada, não pode continuar. Trabalhou como tecelão, e depois como policial militar por 25 anos.

Independente da profissão, sempre manteve seu olhar atento, criativo e técnico: construiu sua própria casa depois de 3 anos de casado. Vagner  é aquela pessoa que se algo quebra, ele abre, descobre o que aconteceu e conserta! 

Ao se aposentar em 2019, ainda realizou alguns serviços na área da segurança e quando a sua situação financeira se estabilizou minimamente, pode se dedicar ao seu maior interesse: a produção de facas, e cutelaria!

Realizou um curso on-line de cutelaria e segundo ele:  “Comecei a reparar, tanto no curso, quanto nos vídeos que eu assistia, a presença de torno mecânico. E eu percebi que para se aprofundar na cutelaria, eu precisaria ter um torno em casa. Fiquei na dúvida: compro um ou faço um curso de torneiro mecânico? Fui pela lógica e resolvi fazer um curso no SENAI. Na metade do curso, minha cabeça abriu totalmente e em vez de comprar, comecei a produzir meu próprio maquinário!”

O curso de torneiro mecânico foi fundamental para viabilizar a produção de facas sem comprometer a renda de Vagner com um alto investimento em maquinário, afinal, ele produziu a maior parte do que precisava. Um exemplo: ele conta que consegue fabricar uma lixadeira que custa em torno de 7500, por 1500. 

Forno que Vagner está construindo. Ele gastou R$2.500 na construção. O preço de mercado sairia por R$5.500,00.

O apoio da família foi fundamental nesta empreitada: e a garagem da casa deu espaço para sua oficina de cutelaria.

O projeto Lamberti Transforma

No começo, os seus clientes eram amigos e familiares, mas, com o tempo, Vagner começou a se enxergar como um empreendedor e se expôs mais.

Ao saber, por sua esposa, da iniciativa do projeto da Lamberti, não pensou duas vezes: quis participar. Não foi só Genilda (sua esposa) que entrou em contato com a equipe AdC, Vagner também contou sua história com entusiasmo e demonstrou todo seu interesse em participar do projeto.

Durante as aulas, a família Pinheiro sempre interagia com perguntas e comentários pertinentes. Foi Débora Pinheiro,  incentivada pelo pai, que realizou o trabalho de entrar em contato com os demais participantes e coletar as redes sociais de todos para que criassem uma rede de fortalecimento. O trabalho ficou excelente! E pode ser conferido clicando aqui.

As assessorias:

Esta etapa permite um conhecimento mais profundo sobre os participantes: contexto financeiro, perspectivas, interesses e claro, os maiores desafios.

1ª assessoria de Vagner.

Vagner é uma pessoa organizada financeiramente: a renda da casa é compatível com os gastos, e mesmo com a pandemia, o orçamento doméstico se manteve estável, sem dívidas.

Em relação ao empreendimento, ele entendia a necessidade de se organizar mais. Apesar de registrar os custos fixos e variáveis do empreendimento e realizar o fluxo de caixa em planilhas, apresentava dificuldade em  definir um pró-labore, realizar a precificação de maneira correta para mensurar o lucro real do empreendimento. 

O mês de dezembro de 2020 teve um faturamento na faixa de R $3.500,00 devido “a maior entrada de receitas dos clientes, além deles comprarem as facas para dar de presente” a amigos e familiares.

O 1º trimestre de 2021 apresentou uma queda no faturamento . O empreendedor Vagner atribui essa oscilação devido ao fechamento do comércio nos períodos de faturamento em baixa e as capacitações para aperfeiçoar o processo de produção das facas.

O segundo trimestre de 2021 teve oscilações devido ao fechamento parcial dos comércios e a preocupação no aumento de casos de Covid-19. Segundo o empreendedor, com o receio de aglomerar seus clientes passaram a não se reunirem em churrascos, momento em que Vagner consegue vender suas facas.

Rota de ação: como superar as dificuldades?

A partir dos dados e do maior entendimento da situação do empreendedor,  ele foi orientado a calcular o valor de sua hora trabalhada, fator que Vagner não levava em consideração. 

Para tal, o empreendedor estipulou o pró-labore, e conseguiu definir o valor de sua  hora trabalhada. Com esses dados, foi possível  calcular o preço das facas de forma correta. Por exemplo, em facas em que o empreendedor gastava 2 horas para fabricar, foi  acrescentado um valor no custo variável, mais o custo fixo e a margem de lucro para ter o preço final de uma faca.

As facas da Cutelaria Pinheiro tem variação de preços, entre $150,00 a $350,00 e a margem de lucro entre 20% e 280%. Atualmente, Vagner consegue agregar valor às suas facas artesanais com a customização a pedido do cliente. Com essa diferenciação, as facas já cruzaram as linhas nacionais e hoje são comercializadas até na Itália.

Faca em aço carbono 1070 com 12 polegada de lâmina. 50mm largura cabo com detalhe em latão e madeira jacarandá violeta (enviada para comprador na  Itália)

Metas alcançáveis:

Outro fator importante, que foi considerado para o empreendedor como uma pequena vitória, foi a formalização de seu empreendimento. Durante o processo de assessorias individuais, a equipe AdC ajudou Vagner a se tornar um Microempreendedor Individual, com a atividade “fabricação de artigos de cutelaria”.

Logo após a abertura, Vagner brincou: “Pode deixar que vou colocar o DAS (imposto mensal do MEI) em minha tabela de custos, ok?”.

A dificuldade em marketing, com criação de redes sociais e portfólio também apareceu como tema das assessorias, afinal, o empreendedor quer aumentar o número de clientes e conseguir vender não só sob encomenda, mas também a pronta entrega.

Segundo o empreendedor, “Atualmente minhas vendas são tanto presenciais, quanto online, por isso o fechamento de comércios e a alta nos números de casos também afetam o faturamento do meu negócio”. Vagner acredita que suas vendas estão divididas em 50% presenciais e 50% online. Ele deseja aumentar as vendas on-line e fortalecer mais sua rede de clientes, para isso, sabe que precisa encarar o desafio das redes sociais.

Nesse sentido, a voluntária Laila Covolan, publicitária e proprietária da Agência São Francisco, contribuiu com indicações sobre construção de portfólio, criação de cartões digital sem custos e vendas on-line. 

No final de junho, Vagner participou de sua primeira assessoria em grupo com a voluntária e atualmente conseguiu montar seu perfil na plataforma de e-commerce Loja Integrada, para ver o perfil, basta clicar aqui.

Assessoria em grupo de Marketing (Vagner, a filha Débora e o genro estavam presentes)

E quem mais estava presente?  A filha, Débora! Ela contou que tem muito prazer em ajudar o pai com as fotos que faz e brinca: “Eu já tentei ajudar muito meu pai na parte de planilha, precificação, etc, mas o curso tem sido fundamental para ele se enxergar mais como um empreendedor.”

A entrada de Vagner e de outros participantes têm demonstrado, de forma concreta,  que a colaboração dentro das famílias com o  acompanhamento da AdC fortalece também a autoestima dos participantes e, por consequência, incentiva a  valorização do próprio trabalho.

Depoimento livre do empreendedor:

“Eu agradeço a Deus e a Lamberti por ter dado a oportunidade de participar do curso, me ter feito ver o caminho do meu negócio com outros olhos. Deixo também um agradecimento especial a equipe AdC, pois sem eles não teria sido possível ter feito o MEI da Cutelaria, e saber o quanto realmente tenho de lucro real do meu produto. Tenho muito o que fazer ainda, mas sigo no caminho certo sem ilusões.”

Juntos, somos mais fortes!

Conheça um pouco da oficina do Vagner:

Redes sociais de Vagner:

Facebook: https://www.facebook.com/watch/CutelariaPinheiroiaras/

Instagram: @cutelariapinheiro

Admin Admin