A tão esperada live do projeto Crescendo em Rede aconteceu!!!!

Parece que foi ontem quando elaboramos o projeto Crescendo em Rede e iniciamos a divulgação da tão esperada live de apresentação. Alguns dizem que o tempo anda passando rápido demais, e é essa a sensação que temos diante do outro normal que surge neste cenário de pandemia. Mas se os dias são velozes, como podemos transitar entre esse tempo efêmero de forma viva e ativa? 

Em um momento com tanta oferta de lives, telas e pouco contato, a fluidez do encontro não era algo óbvio. E foi justamente a leveza que mais surpreendeu, pois conseguimos quebrar o gelo – algo tão presente do mundo virtual

Os participantes estavam totalmente entrosados, a pausa entre falas mostrou que todos se escutavam, as perguntas feitas criaram novas questões e os visores de celulares e computadores foram diluindo. 

Silvia Caironi, presidente da AdC, logo no começo de sua fala, enfatizou que a live era “um momento, antes de tudo, de celebrar o início de um novo projeto. E celebrar tem a ver com se abrir ao novo e ao conhecimento. Quando celebramos a vida, celebramos o que passou, mas também o que está porvir!!! E somente com intensidade podemos viver de forma criativa!

Ainda no início da conversa, Silvia compartilhou a importância que o Crescendo em Rede tem para cada um daqueles que participaram de sua criação e desenvolvimento, deixando as portas abertas para que todos possam se apropriar deste processo de aprendizado coletivo, que só é possível em um espaço seguro.

E por que este projeto é tão importante? Pois o Crescendo em Rede abre caminho para o novo de modo desafiador, buscando democratizar a disseminação e divulgação dos conceitos de negócio de impacto para a periferia.  

Para participar desta jornada basta ter vontade de aprender e estar aberto(a) a identificar soluções possíveis para melhorar e transformar o entorno onde se vive e atua. Olhos atentos para enxergar cada vez mais a si mesmo, o próprio bairro e as exigências e necessidades que por lá existem, transformando soluções sociais em modelos de negócio!

O projeto é para todo mundo: pode ter empreendimento, pode não ter, pode já ter projeto, pode criar o projeto na caminhada! É para quem já ouviu falar de negócio de impacto, é também para quem nunca ouviu falar, mas ficou curioso e interessado quando ouviu!

Na live, também conversamos um pouco sobre a estrutura do projeto: como será realizado, turmas, atividades, etc. Luiza Kormann, responsável pelo Crescendo em Rede, apresentou o vídeo do parceiro Vinicius Rodrigues (INSPER), convidando todos a participarem desta belíssima jornada de construção de conhecimento para resolver problemas reais. 

Na sequência, Silvia inaugurou o primeiro bloco perguntando ao Tomaz Vicente (Catálise Social) o que de tão inovador e diferente o Crescendo em Rede oferece a seus participantes.  Segundo Tomaz: “Vamos criar soluções para resolver problemas sociais junto com quem convive com os problemas, pois vamos criar soluções melhores, sem tantos pontos cegos. A idéia é que essas soluções sejam o que chamamos de negócio social”.

Para colocar em prática a democratização do sistema de negócio de impacto social é fundamental repensar a maneira como a solução vem sendo construída. A idéia tem que vir, portanto, de quem vivencia os problemas. E, para identificar os problemas e idear soluções, é preciso treinar nosso olhar, por isso o Crescendo em Rede existe! Trata-se de um conhecimento que se expande para alcançar novos objetivos de acordo com a jornada pessoal de cada um, lançando mão de um método para enxergar problemas e potenciais soluções! 

Como nenhuma jornada é feita só de acertos, é importante lembrar que o projeto tem espaço para o erro! Nesse sentido, as oficinas foram criadas com exercícios super mão na massa e linguagem acessível. Segundo a Luiza, “conhecimento é transformador, queremos atingir mais e mais pessoas com o conhecimento”. 

Na live, também contamos com a participação de Sabrina Carvalho e David Santos – empreendedores já acompanhados pela AdC que possuem experiência com negócios de impacto social. 

Sabrina é pedagoga, dona de um mini mercado na região da Vila Aurora e executora do projeto Mãos Unidas pela Educação, criado em 2018, que tem como objetivo ministrar aulas particulares a baixo custo para crianças periféricas de 6 a 12 anos com defasagem escolar e promover acesso à cultura.

David dos Santos, morador da Brasilândia, é técnico em processo fonográficos e produtor musical, possui o estúdio A Beat Orgânico onde mora e vem desde 2009 atuando na implantação de projetos culturais que possuem a música como norteador. Durante a pandemia de Covid-19, David colocou em prática o projeto “O carro do ovo contra o COVID” – financiado pela  plataforma Matchfunding Enfrente da Fundação Tide Setubal em parceria com a Benfeitoria -, para responder às demandas da nova realidade imposta pela situação emergencial.

A história destes empreendedores inspiraram todos os participantes, inclusive a equipe da AdC e parceiros. Eles mostraram que não existe solução milagrosa para enfrentar desafios e que é preciso muita luta e conhecimento para expandir os horizontes. Por isso o projeto Crescendo em Rede faz ainda mais sentindo, por abrir portas e escancarar as janelas para um jornada de aprendizado coletivo.

David, em certo momento, faz um convite: “você, na sua comunidade, no seu bairro, pode ter idéias, só dá pra mudar sua cabeça quando conversar com outras pessoas e expor suas idéias e ver o que realmente elas são!”. E Sabrina complementa, nos convidando a refletir:  “se inscrever no projeto não é pensar só lá na frente, é pensar no agora. O que eu preciso agora para melhorar o depois?”

Bom, o recado é claro: precisamos viver o presente intensamente para podermos construir o futuro! Essa é a visão da Aventura de Construir, que agora amplia seu escopo de atuação via negócios de impacto social de periferia com o projeto Crescendo em Rede, apostando, mais um vez, no protagonismo de cada um!!!

Para conferi na íntegra, é só assistir:

Aventura de Construir