A realidade dos aplicativos e plataformas de entrega, ou melhor, delivery

Não é novidade que vivemos numa época em que quase tudo está ao nosso alcance através de alguns toques na tela do smartphone. Informação, conta bancária, alimentação, transporte, viagem, mapas, hospedagem, estudo, música, registro em foto, áudio e vídeo, games, entretenimento, trabalho, saúde e ainda diferentes modelos de comunicação. Trata-se de um universo que abrange praticamente todos os aspectos da vida humana!

Nesse cenário de pandemia e isolamento social, aplicativos e plataformas com oferta de serviços que prometem facilitar nossas vidas se fizeram ainda mais presentes. Muitos microempreendedores tiveram que se adaptar para transformar o seu negócio, abrindo a possibilidade de entregar seus produtos e/ou serviços através de algumas plataformas e aplicativos que facilitam esse processo.

No entanto, muitas perguntas ficam na cabeça do microempreendedor… 

  • Será que realmente vale a pena fazer essa migração? 
  • O que eu ganho ao entrar numa plataforma de entregas? 
  • Compensa perder o lucro diante das taxas do aplicativo? 
  • O que eu posso fazer diante deste cenário?

Todas essas perguntas mais amedrontam do que solucionam a questão, mas é importante refletir sobre cada uma e conhecer as possibilidades que o mercado oferece de acordo com o que cabe melhor no seu negócio. 

Então… primeiro passo: Vamos conhecer algumas plataforma e aplicativos disponíveis que você pode se aprofundar. Se o foco do seu negócio é alimentação, você precisa conhecer empresas como IFOOD, UBER EATS, RAPPI, GLOVO, entre outras.

Esses são os 4 aplicativos de entrega mais acessados e baixados que reúnem uma imensidão de restaurantes e serviços de alimentação dentro de uma única plataforma. Porém, não faltam aplicativos de periferia que muitas vezes respondem mais eficazmente e com margens menores para os negócios das comunidades onde, por exemplo, a AdC atua. 

Se você quer apostar na entrega de outros produtos, vale a pena conferir a própria Rappi, que além do segmento alimentar também oferece entrega de outros produtos, e a Loggi, empresa especializada em entregar uma variedade de produtos que não entram no escopo da alimentação e pode ser interessante para os microempreendedores que atuam em outros segmentos.

É importante lembrar que o delivery responde à uma taxa altíssima do mercado, chegando a 40%, por isso é necessário que o seu restaurante ou serviço de alimentação tenha produtos “entregáveis” e que a disponibilidade do serviço esteja SEMPRE disponível!

Mas… Como posso fazer para ingressar em um aplicativo de entrega?

Todos esses aplicativos estão com novas condições comerciais por conta do Covid-19. Portanto, com a retomada, é muito importante a revisão detalhada dos contratos. Aqui vai algumas dicas para quem optar por ingressar neste universo:

  • Entrar em contato com o aplicativo via site e tentar uma reunião presencial com o representante comercial, ou contato via whatsapp já com as condições comerciais;
  • O início das negociações são sempre PADRÕES: mas há margem para descontos, prazos e promoções;
  • Verificar que há 2 TAXAS: empresa usa a divulgação da marca via APP e UTILIZAR OU NÃO o motoboy do aplicativo;
  • A empresa também pode utilizar seu próprio motoboy ou bikeboy;
  • Verificar a possibilidade das empresas/comunidade se unirem para ter uma rede de motoboys locais, fortalecendo também a empregabilidade das pessoas que vivem na região;
  • Acompanhar as ações de marketing de cada aplicativo e utilizar ao máximo essa estrutura, pois sempre há promoções/combos interessantes e fique atentos às promoções relâmpagos);
  • Monitorar a exposição de seus produtos que estão disponíveis nos aplicativos de acordo com a sua capacidade de entrega dos mesmos;
  • Verificar continuamente se o tempo de entrega está dentro da expectativa do cliente e do que sugere o aplicativo;
  • Verificar se o pedido é corporativo ou pessoal (incluindo família);
  • Sempre verificar se sua margem de contribuição comporta promoções genéricas ou somente para um produto;
  • Cuidado com a apresentação do seu produto! Nada mais desagradável do que a frustração de uma entrega errada;
  • Fidelizar ao máximo seu cadastro de clientes, sempre solicitando avaliações sobre sua empresa;
  • Todos os aplicativos de entrega entregam relatórios de performance. Acompanhe esses resultados para melhorar sempre!

Agora que você já conhece melhor esses aplicativos e como fazer para ingressar neste universo, vem a pergunta mais importante: vale a pena?

SIM! A presença do seu estabelecimento em plataformas que são acessadas por milhões de pessoas é vital para a continuidade do seu negócio. Arcar com o custo do delivery por conta própria nem sempre é uma tarefa fácil para microempreendedores e esses aplicativos surgem como um mediador que pode facilitar parte do seu trabalho quando bem usado.

A entrega e a divulgação do seu empreendimento dentro da plataforma fica por conta dos aplicativos, enquanto você fica responsável pela qualidade do produto que oferece! E, claro, como nada na vida é de graça, você paga uma taxa para esse serviço, mas é uma forma de manter o negócio fluindo em tempos de inseguranças e isolamento social! Estude e explore ainda mais essas potencialidades para crescer e aperfeiçoar seu trabalho!!!

Aventura de Construir