Doe agora

Desde 2015, foram realizadas pesquisas com quatro grupos de empreendedores subdivididos em duas categorias:

  1. Grupo de Controle constituído por empreendedores incluídos na Linha de Base mas que não receberam os serviços oferecidos pela ADC. A ideia é avaliar a evolução dos empreendimentos sem a intervenção da ADC;
  2. Grupo de Intervenção constituído por uma amostra dos empreendedores que receberam serviços da ADC, parte deles integrantes da Linha de Base.

Abaixo segue a ilustração do método adotado em nosso sistema de avaliação e a grade de indicadores selecionados. Esta seleção foi efetuada considerando a importância do fator a ser medido, a sua capacidade de discriminar, a possibilidade de obter valores atendíveis (então comparáveis entre grupos e entre tempos diferentes) e a simplicidade da coleta.

Imagem 01 – Método e indicadores adotados no Sistema de Avaliação Social da ADC

O grupo de controle

*O Grupo de Controle foi escolhido para ser o mais similar possível ao grupo de 2012. Ocorre que ao passar dos anos há entrada e saída de empreendedores, dessa forma, utiliza-se a metodologia Propensity score para garantir a substituição equivalente dos integrantes.

Recolhemos periodicamente esses valores entrevistando três grupos de empreendedores impactados (grupo de intervenção), e um grupo de controle que, durante a pesquisa de base realizada em 2012, exibiu caraterísticas similares aos empreendedores atingidos, em termos de faturamento e dimensão.

A comparação entre a linha de base e o grupo de controle permite avaliar as mudanças devidas a fatores externos, enquanto o nosso impacto é medido através das diferenças atuais entre o grupo de controle e a amostra de empreendedores atingidos

Leia aqui algumas das lições que aprendemos nesse processo.

 

Volta para Avaliação de Impacto